Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais notícais
Início do conteúdo da página

VI EPED disponibiliza anais do ano de 2022

O VI Encontro dos Estudantes de Pedagogia (EPED) disponibilizou nesta sexta-feira, dia 20, no site do Campus de Abaetetuba, os anais do evento do ano de 2022.

Para visualizar o arquivo, basta clicar no link abaixo:

Arquivos do VI EPED

Moju recebe solicitações de carteirinhas intermunicipais, a carteira estudantil intermunicipal 2023 começará a ser emitida. (Somente para Moju-Abaetetuba).

Local: Secretaria de Transporte, Rua Antônio Gregório dos Santos, Moju.

Interessados devem levar os seguintes documentos:

  1. 02 fotos 3x4,
  2. RG e CPF (xerox legível),
  3. declaração da instituição original e um comprovante de residência do ano de 2023.

Período: 16/01 - 25/04.

 

As estudantes Jociara Costa, Jubila Santos, Francilene Silva (Educação do Campo) e Maricelma Quaresma (Letras-Espanhol) do Campus Universitário da UFPA – Abaetetuba, foram selecionadas para um estágio na Universidade de Campinas. A formação faz parte do Programa “Ciências e Artes - Povos da Amazônia (CAPAM), uma parceria entre UFPA, Unicamp e Banco Santander, que visa estimular a vocação dos estudantes indígenas, quilombolas, ribeirinhos e membros de comunidades extrativistas para a pesquisa científica e artística. As discentes já estão em Campinas e devem ficar na cidade até o dia 17 de fevereiro. Foram selecionados 20 alunos da UFPA para o Programa.

Nos dias 19, 20 e 21 de dezembro, o Campus Universitário de Abaetetuba promoveu o VIII Seminário Integrador das Licenciaturas em Educação do Campo e III Seminário de Agroecologia. O evento abordou o tema: "Ancestralidade, Educação e Inovação: Formando e reconhecendo saberes na Amazônia Paraense". A programação contou com mesa redonda, roda de conversa, palestras, apresentações de trabalho e oficinas.

Campus Abaetetuba convida a comunidade acadêmica para prestigiar o "VIII Seminário Integrador das Licenciaturas" em Educação do Campo e o "III Seminário de Agroecologia* que terá como tema: "Ancestralidade, Educação e Inovação: formando e reconhecendo saberes na Amazônia paraense". O evento ocorrerá no Campus de Abaetetuba durante os dias 19, 20 e 21 de dezembro, e contará com diversas atividades como: café com organizações da sociedade civil e do poder público, rodas de conversas, oficinas, minicurso, palestras, apresentações de resumos e programação cultural. Mais informações no edital, no link abaixo:

CLIQUE AQUI:

O Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba, promoveu, nos dias 12 e 13 de dezembro, a I Jornada de Estágio e Extensão do Curso de Licenciatura em Matemática. O evento teve como principal objetivo divulgar e compartilhar experiências entre universitários e coordenadores com a comunidade acadêmica e com a sociedade. O encontro reuniu docentes, técnico-administrativos, discentes, professores e alunos da rede pública de ensino.

A mesa de abertura do evento contou com a participação da professora Dra. Ladyana Lobato, coordenadora da Divisão de Extensão (Diex), professor Dr. Flávio Vargas Andrade; vice-coordenador do Campus de Abaetetuba, professor Dr. Carlos Maciel; diretor de Programas e Projetos (DPP) da Pró-reitoria de Extensão (Proex) e professor Dr. Aubedir Seixas, coordenador do curso de matemática.

A programação da jornada contou com palestras, apresentações de trabalhos pelos discentes do curso, homenagem as instituições parceiras e visita de alunos das escolas públicas da cidade. A professora Dra. Suellen Arruda, coordenadora do evento, disse, que, “o evento é um momento de socialização entre a Universidade e a sociedade em geral, divulgando o que os nossos discentes estão produzindo de conhecimento nas disciplinas de Estágio Supervisionado e Ação de Extensão, e que este seja compartilhado para além dos muros da Universidade, com alunos e professores das escolas públicas de Abaetetuba. O nosso objetivo é preparar o nosso discente para o exercício da docência, entregando à sociedade um profissional mais qualificado e capacitado para enfrentar os desafios da nossa profissão”, declarou a professora.

A coordenadora da Divisão de Extensão, professora Ladyana Lobato acompanha de perto as ações de extensão no campus de Abaetetuba, para ela, o curso de matemática têm trabalhado essa questão com êxito. “Nós temos acompanhado há algum tempo o grupo de professores e alunos que tem colocado em prática essas atividades de extensão e têm realmente realizado de forma efetiva, e a gente tem visto esse movimento, esse conjunto de ações de levar para as escolas esse debate com a finalidade de estreitar essa relação da universidade com a comunidade e ficamos muito felizes também, de ver que isso está acontecendo e que essa ação tem sido protagonizada especialmente por estudantes”, afirmou a coordenadora.

O professor Carlos Maciel destacou também a relevância da extensão para a universidade: “Esse evento tem um ineditismo muito importante, porque ele acentua a importância e a relevância das práticas extensionistas enquanto atividades acadêmicas que devem fazer parte do processo formativo dos nossos futuros egressos aqui da UFPA. Portanto, essa atividade fortalece o papel protagonista do estudante de licenciatura no exercício das atividades extensionistas, é claro, sendo coordenados por docentes do curso e obviamente, esse exercício mostra importância dessa relação dialógica entre a universidade e a sociedade”, destacou o professor.

Durante o evento, professores das escolas estaduais Bernadino Pereira de Barros, Basílio de Carvalho, Stella Maria, Benvida de Araújo Pontes e Leonardo Negrão, receberam um certificado de Menção Honrosa pela parceria consolida entre o curso de matemática da UFPA e escolas públicas do município de Abaetetuba, as quais costumam receber os discentes da universidade, seja através de ações de extensão, seja através de práticas de estágio. “A gente está assim muito feliz com esse novo modelo, porque eu lembro que na minha época, o estagiário tinha que cumprir meta e muitas vezes nós éramos largados na escola. Hoje, eu vejo uma experiência muito mais positiva, os professores acompanham os estágios e as atividades de extensão. Então, eu acredito que a universidade está de parabéns, principalmente o curso de matemática que está saindo dos muros da universidade para estar junto com a sociedade”, afirmou a professora Marivânia Bastos, uma das profissionais homenageadas pelo Curso de Matemática.

O estudante de Matemática, Sérgio Santos, apresentou um trabalho de extensão sobre Juros Simples e Juros Compostos. “Normalmente para entender esse conteúdo, somente com fórmulas fica difícil, então, a gente construiu um material pra tá auxiliando, nós estamos simulando os juros através de uma aplicação em um banco e isso é muito bom, porque o ensino não fica mecânico e é muito bom também, ver os alunos das escolas públicas tendo essa experiência aqui na universidade”.

A estudante de matemática, Maria Monteiro, compartilhou sua experiência com o estágio na cidade de Barcarena: “O meu estágio foi um estágio de observação, nós observamos quatro professores e essa experiência está sendo compartilhada aqui e isso, com certeza, enriqueceu o nosso currículo”, declarou a estudante.

A Jornada de Estágio e Extensão foi coordenada pelos professores Suellen Cristina Queiroz Arruda, Reinaldo Feio Lima, Laila Conceição Fontinele e Wanessa Shoraya Silva Santos, sendo organizado pelos alunos do curso e com apoio da PROEX e da URE de Abaetetuba.

Texto: Giovane Silva – Assessoria de Comunicação da UFPA – Abaetetuba

 

A Faculdade de Ciências da Linguagem (FACL) do Campus de Abaetetuba divulga homologação de candidatura para a direção de faculdade. Confira os documentos em anexo:

Homologação de Candidatura

Portaria Comissão Eleitoral

 

 

 

A comunidade Acadêmica do Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba já iniciou os preparativos para a comemoração do seu aniversário de 35 anos. O evento  terá  como tema: “Universidade e Responsabilidade Social: O espaço e a memória que nos cercam e nos definem” e será realizado nos dias 17 e 18 de novembro de 2022. A comemoração contará com a presença do reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho, o vice-reitor, professor Gilmar Pereira, ex coordenadores do Campus, egressos e personalidades importantes que ajudaram na implantação e desenvolvimento da instituição.
    A programação já está fechada e contará com apresentação musical de Ney Viola (artista local), relatos de experiências de servidores aposentados e egressos, Sarau com o tema: “História Memória e cachaça” com o poeta e escritor abaetetubense Paes Loureiro,  mesas redondas sobre o movimento estudantil, movimentos sociais, ensino, pesquisa e extensão, além de evento cultural com apresentações de música e teatro.
    História
    De acordo com a Universidade Multicampi (2011), o Campus Universitário de Abaetetuba, foi implantado em 1987, no município de Abaetetuba, sob a coordenação da professora Conceição Solano, indicada a esse cargo pelo reitor da época, o Prof. José Seixas Lourenço. Os primeiros cursos ofertados, Matemática, Letras, Pedagogia, História e Geografia, eram todos em regime intervalar e aconteciam nos espaços físicos do Colégio São Francisco Xavier, da Escola Estadual Prof. Basílio de Carvalho e da Escola Municipal Joaquim Mendes Contente, pois o Campus não tinha prédio próprio.
    Neste contexto, a Prefeitura do Município cedeu, também, as terras onde foi construído o Campus Universitário de Abaetetuba, há mais de 20 (vinte) anos. Segundo a Universidade Multicampi (2011), a primeira coordenadora do Campus, professora Conceição Solano, esteve no cargo de 1987 a 1991. Depois disso, o Campus contou com a gestão do professor José Carneiro Queiroz, (1992-1995), Adelino Ferranti  (1998-2004), Alessandra Matos (2005), Waldir de Abreu (2005-2007), Francisca Carvalho (2007-2011), Eliomar do Carmo (2011-2016), Sebastião Cordeiro (2016-2018) e desde 2019, o Campus  é coordenado pela professora Ana Áurea.
    Hoje, o Campus Universitário de Abaetetuba conta com 94 docentes, 29 técnico-administrativos e mais de 2.000 mil alunos. Os cursos de graduação ofertados são: Pedagogia, Letras - Língua Portuguesa, Letras - Espanhol, Física, Matemática, Educação do Campo, Agroecologia e Engenharia de Produção. A instituição também possui dois Programas de mestrado: O Programa de Pós-Graduação em Cidades: Territórios e Identidades (PPGCITI) e o Programa de Mestrado Profissional em Matemática (PROFMAT).
    O aniversário de 35 anos da instituição está sendo organizado por uma comitiva formada por servidores da universidade e a intenção é fazer uma comemoração memorável com a participação de toda a comunidade acadêmica.
    Texto: Giovane Silva – Assessoria de Comunicação do Campus Universitário de Abaetetuba

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP) torna pública a seleção de discentes para a realização de estágio no âmbito do Programa “Ciência e Artes - Povos da Amazônia” (CAPAM), iniciativa em parceria da Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e Banco Santander. O estágio será realizado na UNICAMP e podem se candidatar discentes da UFPA indígenas, quilombolas, ribeirinhos e extrativistas. O estágio, com duração de cinco semanas, tem por objetivo possibilitar o contato dos discentes da UFPA com a vida acadêmica da UNICAMP e estimular a vocação para a pesquisa científica nas áreas de Artes, Ciências Humanas, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas e da Saúde e Tecnologia. O estágio será realizado no período de 16 de janeiro a 17 de fevereiro de 2023. Na UFPA, o Programa será administrado pela PROPESP, observando-se as condições descritas a seguir. Mais informações no edital em anexo:

Edital 26/2022 - PROPESP/UFPA

A Faculdade de Formação e Desenvolvimento do Campo (FADECAM), vem por meio deste convidar a comunidade acadêmica para prestigiar VIII Seminário Integrador das Lincenciaturas em Educação do Campo e o III Seminário de Agroecologia que trás como tema: Ancestralidade, Educação e Inovação: formando e reconhecendo saberes na Amazônia paraense.

O evento ocorrerá no Campus Abaetetuba durante os dias 19, 20 e 21 de dezembro, o qual terá em sua programação: café com os movimentos sociais, rodas de conversas, oficinas, palestras, submissão de trabalhos e apresentações culturais.

Havendo também a emissão de certificados aos participantes.

As inscrições já estão abertas, e poderão ser realizadas até dia 23/11 no site https://www.even3.com.br/viii-seminario-integrador-de-licenciatura-em-educacao-do-campo-e-iii-seminario-de-agroecologia-288715

Mais informações sobre a programação e submissão de trabalhos, entrar em contato com a comissão de organização pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo whatsapp: 91 985725989

A Divisão de Extensão do Campus Universitário de Abaetetuba convida pesquisadores e representantes de movimentos sociais para participar do IV Circuito Vidas Negras e Direitos Humanos como propositores/as de atividades acadêmicas, científicas e culturais.
 
Serão aceitas as ofertas de minicursos, oficinas, comunicações orais, feiras, exposições, relatos de experiência e outras atividades alinhadas ao tema do evento até o limite máximo permitido pela programação.
 
Os/as interessados/as deverão realizar a sua inscrição até o dia 14 de novembro de 2022 por meio do link disponível, abaixo:
 
https://www.even3.com.br/iv-circuito-vidas-negras-e-direitos-humanos/
 
A carta de aceite será enviada para o endereço de e-mail do/a proponente até o dia 15 de novembro de 2022.
 
As inscrições para ouvintes serão realizadas no período de 01 a 21 de novembro de 2022.
 
O evento ocorrerá no período de 21 a 23 de novembro de 2022, no Campus Universitário de Abaetetuba.
 
As inscrições são gratuitas para todas as modalidades de participação.

Evento com emissão de certificados (carga horária de 20h para ouvintes).

Em caso de dúvidas, enviar e-mail para:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

As oficinas ofertadas, nesta edição do MulticampiArtes, são: Teatro, Canto, Danças Regionais, Leitura do Texto Poético, Formação Histórica da Música em Abaetetuba: memória e resistência étnica e Políticas Públicas de Cultura.

As inscrições serão realizadas no período de 18 a 31 de outubro, presencialmente, no horário de 08 às 12h, na Sala da Divisão de Extensão do Campus Universitário de Abaetetuba.

As oficinas serão realizadas no período de 07 a 11 de novembro, no horário de 14 às 18h, no Campus Universitário de Abaetetuba e no CEU – Centro de Artes e Esportes Unificados.

O Espetáculo de culminância das atividades da Caravana Cultural MulticampiArtes ocorrerá no dia 11 de novembro, às 20h, na Quadra de Esportes do Campus Universitário de Abaetetuba. Na ocasião, haverá a apresentação dos resultados das oficinas e de grupos artísticos locais, além da Caravana Cultural EMUFPA JAZZ BAND.

Você não pode perder!

Mais informações: Divisão de Extensão
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Realização: DACEL/PROEX/CUBT

Apoio: Prefeitura de Abaetetuba/SEMAD/CEU

A Coordenação do Campus Universitário de Abaetetuba convida a comunidade acadêmica para participar do Evento de Comemoração dos 35 anos do Campus Universitário de Abaetetuba Universidade Federal do Pará.

O evento será realizado nos dias 16, 17 e 18 de novembro de 2022 (quarta, quinta e sexta-feira).


Como o tema “Universidade e Responsabilidade Social: o espaço e a memória que nos cercam e nos definem", o evento contará com mesas-redondas, homenagens e programação cultural.


As inscrições já estão abertas.
Aguardamos você!


Atenciosamente,
Comissão Organizadora


⚠️ Link de inscrições:

Logomarca dos 35 anos: Marcos Gabriel Vieira de Vilhena (graduando do curso de Engenharia de Produção)

                             

 

 

 

No mês em que se comemora o Dia da Agroecologia (03 de Outubro), a Faculdade de Formação e Desenvolvimento do Campo (FADECAM) do Campus Universitário de Abaetetuba, está realizando no Polo de Acará, uma programação especial para celebrar a data. A programação do evento ocorre no âmbito da disciplina Metodologia de Pesquisa ministrada pela docente Joseline Trindade. 

Na última quinta-feira, dia 06, os estudantes de Agroecologia do polo de Acará fizeram uma visita técnica ao Projeto de Sistemas Agroflorestais implantados por Michinori Konagano em Tomé-Açu. A professora Joseline Trindade explicou a atividade: “Nós realizamos uma visita técnica na cidade de Quatro Bocas, Nordeste do Pará que há mais de 30 anos desenvolve o Sistema Agroflorestal consorciando cupuaçu, cacau, pimenta, e açaí. Foi um dia de muito aprendizado, onde Michinori nos contou a história da sua família e como construiu o Safs, entre os temas abordados implantação e manejo dos sistemas agroflorestal, poda, adubação, sustentabilidade ambiental, interações ecológicas, irrigação, benefícios ambientais dos Safs”, afirmou a docente.

A programação em comemoração ao dia da Agroecologia continua. E nesta terça-feira, dia 11, ocorrerá uma Roda de Conversa com o tema: “A Contribuição de Ana Primavesi para pesquisas Agroecológicas”, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

 

 

 

 

 

Os Professores Doutores Alessandro Nobre Galvão e Crisolita Gonçalves dos Santos Costa, Docentes Orientadores do Projeto de Residência Pedagógica dos Curso de Licenciatura em Letras – Língua portuguesa e Pedagogia fazem saber que no período de 28 de setembro de 2022 a 8 de outubro de 2022, estarão abertas inscrições para a seleção de docentes e estudantes das licenciaturas supracitadas. Confira abaixo o edital para docente e o edital para estudante:

 

 

Edital preceptor:

 

 

Edital estudante residente:

 

 

 

 

 

 

t

 

 

A professora Dra. Suellen Arruda e o professor Dr. Ronaldo Lopes de Sousa, Docentes Orientadores do Projeto de Residência Pedagógica, do Campus Universitário da UFPA-Abaetetuba dos Cursos de Licenciatura em Matemática e Educação do Campo, respectivamente, fazem saber que no período de 28 de setembro de 2022 a 8 de outubro de 2022, estarão abertas inscrições para a seleção de docentes e estudantes das licenciaturas supracitadas. Confira abaixo o edital para docente e o edital para estudante:

 

Edital preceptor:

 

 

Edital estudante residente:

 

 

Música, teatro, feira agrocultural, apresentação de pesquisas e relatos de experiências, assim foi o I Colóquio sobre Museus e Patrimônio Étnico Culturais do Baixo Tocantins”, evento foi realizado no Campus Universitário da UFPA – Abaetetuba, entre os dias 21 e 23 de setembro, sob coordenação do professor Dr. Jones Gomes. O encontro estava atrelado a 16a Primavera dos Museus. A temporada anual é marcada por eventos em que museus, instituições de memória, espaços e centros culturais de todo o país promovem atividades em torno de um mesmo tema. No dia 21, o Colóquio realizou o credenciamento de estudantes e público externo que estava interessado em participar do evento. Mais de 300 pessoas se inscreveram na condição de ouvinte. No dia 22, a programação de abertura contou com roda de conversa de lideranças de Associações de Mulheres Agricultoras, onde elas tiveram a oportunidade de falar de suas experiências com agricultura familiar em suas respectivas comunidades, ainda pela manhã, o evento de abertura encerrou a apresentação musical do Grupo Maré Lançante que tocou carimbó, guitarrada e outros estilos musicais do estado do Pará. A programação ainda contou com o lançamento do mapa étnico patrimonial do museu do Baixo Tocantins do grupo de laboratório de cartografia social, GEPIAPI e gapuias do museu do Baixo Tocantins, apresentações orais de pesquisas sobre: cartografias de saberes nas agroflorestas do Baixo Tocantins, plantas medicinais e os patrimônios naturais na Amazônia, rezadeiras, benzedeiras, curandeiras e mães de santa nas cidades ribeirinhas, Educação Patrimonial e Arte Popular na Amazônia e apresentação musical de Ney Viola e a performance da artista Aurea Santana, que interpretou a Matinta Pereira.


Feira Agrocultural


A Feira Agrocultural também fazia parte da programação do Colóquio e estava atrelada ao projeto de extensão “Intercâmbio de Saberes, Sabores, Aromas e Fazeres: Implantação da Feira da Agricultura Familiar no campus de Abaetetuba /UFPA”, coordenado pela professora Joseline Trindade, da Faculdade de Educação do Campo (Fadecam). Para a docente, a feira buscou “o fortalecimento da cooperação entre agricultores locais e a universidade, buscando a valorização dos agricultores e agricultoras locais, além de implantar um espaço onde agricultores possam trazer seus produtos e artesanatos e comercializá-los na região do Baixo Tocantins”.


Texto: Giovane Silva – Assessoria de Comunicação do Campus de Abaetetuba.

     O Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba vai promover nos dias 22 e 23 de setembro, a “Feira Agrocultural”, no Espaço Ubuntu e no Espaço Toca Tocantins. A exposição faz parte da programação do I Colóquio sobre Museus e Patrimônios étnico Culturais do Baixo Tocantins.
      A Feira Agrocultural está ligada ao projeto de extensão “Intercâmbio de Saberes, Sabores, Aromas e Fazeres: Implantação da Feira da Agricultura Familiar no campus de Abaetetuba /UFPA”, coordenado pela professora Joseline Trindade da Faculdade de Educação do Campo (Fadecam). Para a docente, a feira busca “fortalecimento da cooperação entre agricultores locais e a universidade, buscando a valorização dos agricultores e agricultoras locais, além de implantar um espaço onde agricultores possam trazer seus produtos e artesanatos e comercializá-los na região do Baixo Tocantins”.
      No dia 22 de setembro, das 08h às 12h, a Feira vai contar com Roda de conversa: “Saberes, Sabores, Aromas e Fazeres de Mulheres Agricultoras do Baixo Tocantins”, “Balaio de Sementes: Compartilhamento de sementes crioulas”, degustação de alimentos e sucos típicos da região, venda de produtos da agricultura familiar, banho de cheiro para espantar a panema, roda de carimbó com o grupo maré lançante, além da presença da Matinta (Artista Áurea Santana).
No dia 23, a programação vai continuar com a exposição de produtos e artesanatos.

Associações
      A Feira da Agricultura Familiar também vai contar com a participação da Associação de Mulheres Quilombolas Raízes do Bacuri, Grupo de Mulheres Artesãs Quilombolas de Genipauba – Abaetetuba, Grupo de Mulheres de Arapapuzinho, Grupo de Mulheres de Tauera- Açu, As concheiras de Palmar (ilhas de Abaetetuba), Mulheres Coletoras de caramujo de Guajará de Beja e Fazedeiras de Cuia do rio Quianduba.
      O projeto de extensão que promove a Feira da Agricultura familiar vai ser realizado uma vez por mês no Campus Universitário de Abaetetuba.

Texto: Giovane Silva – Assessoria de Comunicação do Campus Universitário de Abaetetuba.

A comunidade Acadêmica do Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba já iniciou os preparativos para a comemoração do seu aniversário de 35 anos. O evento terá como tema: “Universidade e Responsabilidade Social: O espaço e a memória que nos cercam e nos definem” e será realizado nos dias 17 e 18 de novembro de 2022. A comemoração contará com a presença do reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho, o vice-reitor, professor Gilmar Pereira, ex coordenadores do Campus, egressos e personalidades importantes que ajudaram na implantação e desenvolvimento da instituição.

A programação já está fechada e contará com apresentação musical de Ney Viola (artista local), relatos de experiências de servidores aposentados e egressos, Sarau com o tema: “História Memória e cachaça” com o poeta e escritor abaetetubense Paes Loureiro, mesas redondas sobre o movimento estudantil, movimentos sociais, ensino, pesquisa e extensão, além de evento cultural com apresentações de música e teatro.

História

De acordo com a Universidade Multicampi (2011), o Campus Universitário de Abaetetuba, foi implantado em 1987, no município de Abaetetuba, sob a coordenação da professora Conceição Solano, indicada a esse cargo pelo reitor da época, o Prof. José Seixas Lourenço. Os primeiros cursos ofertados, Matemática, Letras, Pedagogia, História e Geografia, eram todos em regime intervalar e aconteciam nos espaços físicos do Colégio São Francisco Xavier, da Escola Estadual Prof. Basílio de Carvalho e da Escola Municipal Joaquim Mendes Contente, pois o Campus não tinha prédio próprio.

Neste contexto, a Prefeitura do Município cedeu, também, as terras onde foi construído o Campus Universitário de Abaetetuba, há mais de 20 (vinte) anos. Segundo a Universidade Multicampi (2011), a primeira coordenadora do Campus, professora Conceição Solano, esteve no cargo de 1987 a 1991. Depois disso, o Campus contou com a gestão do professor José Carneiro Queiroz, (1992-1995), Adelino Ferranti (1998-2004), Alessandra Matos (2005), Waldir de Abreu (2005-2007), Francisca Carvalho (2007-2011), Eliomar do Carmo (2011-2016), Sebastião Cordeiro (2016-2018) e desde 2019, o Campus é coordenado pela professora Ana Áurea.

Hoje, o Campus Universitário de Abaetetuba conta com 94 docentes, 29 técnico-administrativos e mais de 2.000 mil alunos. Os cursos de graduação ofertados são: Pedagogia, Letras - Língua Portuguesa, Letras - Espanhol, Física, Matemática, Educação do Campo, Agroecologia e Engenharia de Produção. A instituição também possui dois Programas de mestrado: O Programa de Pós-Graduação em Cidades: Territórios e Identidades (PPGCITI) e o Programa de Mestrado Profissional em Matemática (PROFMAT).

O aniversário de 35 anos da instituição está sendo organizado por uma comitiva formada por servidores da universidade e a intenção é fazer uma comemoração memorável com a participação de toda a comunidade acadêmica.

Texto: Giovane Silva – Assessoria de Comunicação do Campus Universitário de Abaetetuba

 

 

 

 

 
 

 

 

A Avaliação de Desempenho 2022 está disponível de 12 de setembro a 14 de outubro, pelo Sistema de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (SDGP), acessível por meio de botão no site da Progep. Nesta edição, estará em avaliação o desempenho do servidor no período de 1º de julho de 2021 a 30 de junho de 2022.

Precisam participar do processo todos os servidores técnico-administrativos admitidos até 31 de março de 2019 e docentes que tenham cumprido função gerencial durante o período considerado para a avaliação. Essa participação também é obrigatória aos servidores redistribuídos que, no decorrer do interstício considerado para a análise, tenham tido no mínimo seis meses de efetivo exercício na UFPA.

“A Avaliação de Desempenho é um instrumento de gestão que permite identificar os pontos positivos e também aqueles que podem ser melhorados no desempenho do servidor. Portanto, fornece um panorama que auxilia os gestores na tomada de decisões quanto ao alinhamento e ajustes necessários para que alcancemos as metas institucionais. Outro ponto a destacar é que a Avaliação de Desempenho condiciona a progressão por mérito dos servidores técnico-administrativos, assim como a concessão de algumas licenças e incentivos”, explica o diretor de Planejamento da Força de Trabalho e Desempenho, Waldemar Henrique Álvares.

Como funciona - A avaliação é composta por três etapas: Autoavaliação, em que o próprio servidor se avalia; Avaliação Gerencial, na qual o chefe imediato avalia o servidor; Homologação, momento em que o dirigente máximo da unidade homologa o resultado final, validando, assim, o ciclo avaliativo. Demais detalhes deste processo podem ser conferidos no Manual da Avaliação de Desempenho e na página eletrônica da Avaliação de desempenho.

Os servidores (técnico-administrativos ou docentes) que se encontravam em função de gestão (coordenadores, diretores, chefes de seção etc.), durante o período de 1º de julho de 2020 a 30 de junho de 2021, devem realizar a avaliação na modalidade "Servidores com Função Gerencial”. Já os demais servidores técnico-administrativos deverão realizar na modalidade "Servidores sem Função Gerencial".

Casos especiais - Alguns casos pedem atenção, como as situações em que há mudança de chefia imediata ou de gestor máximo no período avaliativo. Nessas hipóteses, a avaliação e homologação devem ser realizadas pelos gestores que acompanharam o servidor durante maior tempo dentro do período avaliativo. Outra exceção diz respeito aos servidores que, no decorrer do período avaliado, estiveram afastados por mais de 06 meses para realizar curso de pós-graduação, cedidos ou em lotação provisória em outro órgão, nesses casos, a avaliação deve ser feita via formulário específico.

Avaliação de Desempenho 2021
Período: 12 de setembro a 14 de outubro
Público-alvo: técnico-administrativos admitidos até 31 de março de 2019 e docentes que tenham cumprido função gerencial durante o período avaliativo.
Realize a sua avaliação aqui.
Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 
As inscrições para o “I Colóquio sobre Museus e Patrimônio Étnico Culturais do Baixo Tocantins” seguem abertas até o dia 09 de setembro. O Evento será realizado nos dias 21/09 e 23/09, no Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba e faz parte da 16ª Primavera dos Museus. O objetivo do encontro é buscar conexões entre espaços, temporalidades, histórias e experiências, com a finalidade de reconhecer os inúmeros processos de independências no país.
 
O Colóquio oferece  a possibilidade de apresentação de pesquisas divididas em quatro categorias de Grupos de Trabalhos (GT's). Sendo o GT 01 sobre: “Cartografia de Saberes nas Agroflorestas do Baixo Tocantins”, coordenado pela professora Eliana Teles e Aelton Dias/PPGCITI/UFPA), GT 02: “Plantas Medicinais e Patrimônios Naturais da Amazônia”; coordenado pelo professor Ronaldo Sousa (FADECAM/UFPA), GT 03: “Rezadeiras, Benzedeiras, Curandeiras e Mães de Santa (o) nas Cidades Ribeirinhas”; coordenado pela professora Lucielma Lobato/SEDUC-PA) e GT 04: “Educação Patrimonial e Arte Popular na Amazônia Tocantina”, coordenado pelo professor Jones Gomes (FADECAM/Museu/UFPA).

O evento ainda oferece a possibilidade de inscrição para ouvintes. Interessados devem acessar o link abaixo:
 

Uma troca de experiências sobre práticas profissionais dos alunos da graduação, assim foi o Seminário de Estágio do Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba. O evento foi realizado nos dias 30 e 31 de agosto e contou com a participação de discentes, docentes, técnico-administrativos e público externo.
O Seminário teve como tema: “Estágio Supervisionado e Formação na Carreira Profissional em Tempos Pós Pandêmicos”. O encontro promoveu a socialização de experiências de estágio, como base da formação profissional dos discentes de Letras-Língua Portuguesa, Agroecologia, Física e Educação do Campo, além disso, o evento promoveu palestra da professora Maria de Lourdes e relatos de experiências de egressos do Campus de Abaetetuba: Benedito Brito, Bárbara Pinheiro e Marinaldo Rodrigues.
Os docentes Ricardo Maia, Cleidilane Sena, Robson Rua e Francisco Costa foram os responsáveis pela orientação dos alunos. A coordenação geral do evento ficou por conta da Técnica em Assuntos Educacionais, Ana Sarges.

 

Os novos estudantes do curso de Letras-Língua Portuguesa, Letras-Espanhol, Matemática e Pedagogia participaram nos dias 22 e 23 de agosto, da Semana do Calouro 2022, promovida pelo Campus Universitário da UFPA -Abaetetuba. O evento reuniu mais de 100 discentes. A acolhida contou também com a presença dos coordenadores dos cursos, professores, técnicos-administrativos e alunos veteranos. A acolhida aos calouros já é uma tradição na universidade. Todos os anos o Campus de Abaetetuba promove o evento que costuma ser organizado por servidores pelo Diretório Acadêmico (DA). A mesa de abertura do acolhimento contou com a participação da professora Dra. Ana Áurea Maia; coordenadora do Campus de Abaetetuba, professora Dra. Rosângela Nogueira; vice-coordenadora, professor mestre Eduardo Pastana, coordenador do curso de Letras-Língua Portuguesa, professor Dr. Marco Chandia representando a coordenação do curso de Letras-Espanhol, a professora Dra. Crisolita Costa; diretora da Faculdade de Educação e Ciências Sociais (Faecs) e Larissa Ferreira, coordenadora do Diretório Acadêmico (DA).


Programação


A programação da Semana do Calouro incluiu a apresentação dos servidores, bolsistas e setores da instituição, tais como: Daiana Cunha e Iran Santos da Secretaria Geral de Graduação (SEGG), Luciane Silva (Biblioteca), Vanessa Gomes da Divisão de Assistência Estudantil (Daest), Larissa Ferreira representando a Divisão de Acessibilidade (DAC), Ana
Cláudia Barreto e Albertino Cardoso do Diretório Acadêmico (DA) e Ellen Dias Coordenadora da Associação dos Discentes Quilombolas (ADQ).


O acolhimento contou ainda com duas palestras. Uma sobre “Universidade, Saúde e Sociedade” (Tema do evento), ministrada pelo professor Rafael Barreto e a palestra com o tema “Teoria Semiótica Aplicada ao Imagético”, ministrada pelo professor Eduardo Pastana. O encerramento da Semana do Calouro ficou por conta do Diretório Acadêmico (DA) que realizou uma gincana para os discentes na quadra esportiva do Campus de Abaetetuba.


Texto: Giovane Silva - Assessoria de Comunicação do Campus de Abaetetuba

 

 

O Campus Universitário da UFPA-Abaetetuba vai promover o Seminário de Estágio para estudantes de graduação. O evento vai ser realizado nos dias 30 e 31 de agosto e terá como tema "Estágio Supervisionado e formação profissional em tempos pandêmicos". O Objetivo do encontro é compartilhar experiências de estágio supervisionado entre os cursos de graduação visando refletir sobre as contribuições dos mesmos para a formação profissional. 
 
Estudantes que já fizeram as disciplinas de estágio podem se inscrever através do link:

 

O Campus Universitário de Abaetetuba vai promover nos dias 22 e 23 de agosto, a Semana do Calouro 2022 para estudantes dos cursos de Letras-Língua Portuguesa, Letras-Espanhol, Pedagogia e Matemática. O evento é uma oportunidade para os novos discentes conhecerem a instituição, os setores administrativos, faculdades e servidores.


Confira a programação completa:

PROGRAMAÇÃO SEMANA DO CALOURO 2022
CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA
DIA 22/08 – SEGUNDA-FEIRA – MANHÃ

08:30h - MESA DE ABERTURA - (Coordenadoras do Campus, Coordenadores dos cursos de
Letras-Língua Portuguesa, Letras-Espanhol, Pedagogia, Matemática e direção do DA);
09h – Palestra Universidade, Saúde e Sociedade – Prof. Rafael Barreto;
10h – Orientações Acadêmicas da Secretaria das Faculdades (SEGG) - (Servidores da
SEGG);

DIA 22/08 – SEGUNDA-FEIRA - TARDE

14h – Apresentação da Associação dos Discentes Quilombolas (ADQ) – Equipe (ADQ);
14:30h – Apresentação da Assistência Estudantil – Assistente Social Nilma Batista;
15h – Apresentação da Biblioteca – Equipe da Biblioteca;
15:30h- Divisão de Acessibilidade (DAC) – Equipe DAC;
16h – Diretório Acadêmico – Equipe do DA;

DIA 23/08 – TERÇA-FEIRA – MANHÃ

08;30h- Palestra: Teoria Semiótica aplicada ao Imagético – Prof. Me. Eduardo Pastana

DIA 23/08 – TERÇA-FEIRA – TARDE

(PROGRAMAÇÃO DO DIRETÓRIO ACADÊMICO PARA TODOS OS ESTUDANTES)
DIA 24/08 - PROGRAMAÇÃO ESPECÍFICA PARA O CURSO DE LETRAS- ESPANHOL
Curso: Letras - Língua Espanhola
Dia: 24 de agosto 2022

Horário: 09h-18h
Responsáveis: Rosana Moraes Pascoal e Marco Chandía Araya
Espaço: Cabanagem (sala de cinema)
Cronograma de Atividades
Manhana
Apresentação do curso
Palestra: ¿De qué hablamos cuando hablamos de América Latina? (Chandía)
Filme (a decidir)
Tarde
Diálogo aberto
Mostra vídeo: “Centro de Arte y Cultura José Martí”
Relatos de aluno
Atividade recreativa, comida, música, jogos...
Mostra espaços (FACL, sala de aulas, laboratórios)

 
 
Estudantes do Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Cidades, Territórios e Identidades (PPGCITI) do  Campus Universitário da UFPA – Abaetetuba, promoveram  no dia 14 de julho, uma rodada interdisciplinar para discutir temas como  agricultura familiar,  pesca, comunidades extrativistas, políticas públicas e ações locais promovidas em Abaetetuba, Igarapé-Miri, Cametá, Tomé-Açu e região de Belém. A ação fez parte da disciplina de Mercados, Economia Institucional e Agricultura Familiar ministrada pelo professor Dr. Lívio Claudino.
A ação envolveu 11 estudantes,  cada um com uma formação diferente: Geografia, História, Direito, Letras, Arte, Educação do Campo. Segundo o docente responsável: ''Trata-se de uma abordagem metodológica multidisciplinar que teve como finalidade discutir alguns dos temas concernentes da agricultura familiar, com ênfase  para  as dinâmicas relacionadas aos mercados, as relações e influências dos grandes projetos, as políticas públicas e ações coletivas, discutindo os principais limites e potencialidades ao desenvolvimento regional, aproveitando os campos de estudos dos próprios discentes".
 
A disciplina começou no dia 04 de julho, momento em que foi lançado o desafio de promover o debate ao vivo na rádio. Ao longo da disciplina, além de leituras, foram organizados momentos de participação em reunião do Ministério Público do Estado, tratando sobre a lei da chamada pública para a alimentação escolar, palestra com técnico bancário sobre linhas de crédito, audiências de TCC de graduandas, que discutiram história agrária regional e ação coletiva, além de momentos de debates ao ar livre. A disciplina encerrou com no dia 14, sendo a tarefa final apresentada em formato de boletim radiofônico na rádio Miriti FM, onde os discentes e o docente foram entrevistados e puderam aprofundar os temas e interagir com a comunidade em um rico debate ao longo de toda a manhã.
 
O link da live está disponível na página do Facebook do PPGCITI/UFPA.
 
 
 

 

O Campus de Abaetetuba torna público o edital para a criação da logomarca em comemoração aos  35 anos do Campus de Abaetetuba. As inscrições já estão abertas e devem encerrar no dia 10 de agosto. Interessados devem enviar suas propostas por e-mail. Confira o edital, com todas as regras, no arquivo abaixo:

Edital - Logomarca para comemoração dos 35 anos do Campus Universitário de Abaetetuba

 

É com grande satisfação que a comissão organizadora do Encontro dos Estudantes de pedagogia (VI EPED), informa à comunidade acadêmica e ao público em geral que estão abertas as inscrições para o VI EPED, que nesta edição tem como tema “REFORMAS EDUCACIONAIS, O DESMONTE DA EDUCAÇÃO E O ATAQUE À DEMOCRACIA NO BRASIL”, o evento é realizado pelo Centro Acadêmico de Pedagogia/CAPED - do Campus Universitário de Abaetetuba - UFPA, em parceria com sua respectiva subunidade , a Faculdade de Educação e Ciências Sociais - FAECS, o evento ocorrerá nos dias 17, 18 e 19/08/2022 no Campus Universitário de Abaetetuba. Ele tem por objetivo político-social o desenvolvimento articulado entre Ensino, Pesquisa e Extensão no curso de graduação em Pedagogia e áreas afins, sendo um momento formativo para a socialização de conhecimentos e promoção de reflexões e debates sobre educação e sociedade no contexto atual.

Para mais informações baixe o edital do evento, as normas do templates e o formulário de inscrição do drive abaixo:

https://drive.google.com/drive/folders/1F0RiAiuEb1pXp0PIaiBNOBcZfaTpwp-X?usp=sharing

Serviços:
Inscrições de ouvintes: 01/07 a 14/08/2022;

Inscrições com apresentação de trabalho (comunicação oral): 01/07 a 05/08/2022;

Envio da carta de aceite dos trabalhos aprovados: Até dia 08/08/2022;

Prazo para recurso dos trabalhos não aprovados: 09 e 10/08/2022;

Publicação do Resultado de Recurso: 11/08/2022;

Realização do evento: 17 a 19/08/2022;

Lançamento dos anais: Até 31/08;

Envio do artigo completo Até: 31/08;

Lançamento do e-book: Até 31/10;

No caso de dúvidas, entre em contato com a coordenação do evento pelas redes sociais:

Facebook: caped ufpa campus de Abaetetuba

Instagram:caped_ufpa_Abaetetuba

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

At.te. Comissão Organizadora do VI EPED.

 

O Campus Universitário de Abaetetuba convoca os/as alunos/as dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação regularmente matriculados/as em seus Cursos e Interessados/as em participar da SUPERLIGA UNIVERSITÁRIA a manifestarem OFICIALMENTE o seu interesse até o dia 08 de Julho de 2022, às 18 h, por meio de inscrição no link:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSduLon82ujsDzX-S1uQqcGnuL5oMv7rOzaitmDhX35o9RD1QQ/viewform?usp=pp_url


A SUPERLIGA UNIVERSITÁRIA é um evento esportivo universitário de Instituições de Ensino Superior - IES públicas do Norte do Brasil.

O evento ocorrerá em 02 Fases:


1. Regional - Cidade Sede: Abaetetuba (Período:12 a 15 de agosto);


2. Final – Cidade Sede: Belém (Período: 12 a 15 de novembro).

Modalidades:


I. Coletivas: futsal, vôlei, basquete e handebol;


II. Individuais: tênis de mesa, tênis de quadra, badminton, xadrez, natação, atletismo, karatê, judô, taekwondo e jiu-jitsu.

 

Os/as interessados/as deverão participar dos treinos seletivos.




Divisão de Extensão

 

 
 
O Campus Universitário da UFPA - Abaetetuba está promovendo a Semana da Diversidade: “Resistência, Visibilidade e Conquista de Direitos”. Evento começou nesta terça-feira, dia 28 e segue até a próxima sexta-feira, dia 01 de julho. O evento é alusivo ao mês da visibilidade e orgulho LGBTQIA+ e contará com a presença do Coletivo Amazônico LesBiTrans, palestras, debates, jogos e danças.
A mesa de abertura do evento foi realizada nesta terça-feira, dia 28 e contou com a presença de Beto Paes (Presidente do movimento LGBTI+ do Pará em exercício e ativista do movimento LGBT+ do Pará, além de coordenador no Pará da Aliança Nacional LGBT+), Gabbe Anjos (Ativista dos direitos humanos da população negra e LGBT, cofundadora e diretora do Coletivo amazônico Lesbitrans Abaetetuba), José Wilker (Professor e ativista LGBTI), Lilian Dias (mulher bissexual, ativista e Representante do Centro Acadêmico de Pedagogia), Madalena Silva (Professora e interprete de Libras, ativista do movimento negro e LGBT e vereadora), Natália Tanna Loke ( Mulher trans negra de axé, ativista LGBTI) e Rosângela Nogueira (Coordenadora Acadêmica do Campus de Abaetetuba).

 

 

 

Agroecologia

O Curso de Tecnologia em Agroecologia da Faculdade de Formação e Desenvolvimento do Campo (Fadecam), do Campus Abaetetuba da UFPA, recebeu a nota máxima em avaliação recente do Ministério da Educação (MEC).  Para definir a nota, a Comissão de Avaliação designada pelo MEC avaliou, no período de 25 a 27 de maio, o curso em três dimensões principais: Projeto Pedagógico do Curso (PPC), Corpo Docente e Infraestrutura.

A preparação para o processo de avaliação contou com o apoio da Comissão Própria de Avaliação (CPA), vinculada à Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan), da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) e de vários setores acadêmicos e técnicos do Campus Universitário de Abaetetuba. "A nota reflete o desempenho coletivo em prol do reconhecimento de um curso extremamente importante para o Brasil e para o Baixo Tocantins, o qual visa à formação de profissionais diferenciados para a atuação técnica e tecnológica contextualizada às especificidades regionais", aponta a diretora da Fadecam, professora Roberta Castro.

O curso de Tecnologia em Agroecologia nasceu de uma demanda dos movimentos sociais da região do Baixo Tocantins que teve o seu debate iniciado em 2016. Autorizado pela Portaria do Ministério da Educação (MEC) nº 63, de março de 2020,  o curso ainda está em processo de formação de suas primeiras turmas, buscando  cooperações e parcerias com organizações do poder público e da sociedade civil, para se tornar referência na região ampliando também as possibilidades de acesso ao mercado de trabalho por jovens tecnólogos em Agroecologia. Atualmente, o curso possui quatro turmas e um quadro docente de 14 professores efetivos, além de três substitutos e de docentes parceiros de outras instituições. 

"A nota máxima alcançada é uma vitória e reconhecimento do curso como referência no Brasil, principalmente na região do Baixo Tocantins e Vale do Acará, para o desenvolvimento rural sustentável fundamentado nos princípios, conhecimentos e práticas da Agroecologia, da produção orgânica e da base agroecológica”, ressalta o coordenador do curso, professor Yvens Cordeiro.

Agroecologia Foto 2 DivulgaççãoDiferencial - Um diferencial do curso, que foi muito bem avaliado pelo MEC, foram os Estágios de Vivência em propriedades de famílias agricultoras, ribeirinhas e/ou quilombolas, que proporcionam aos discentes o contato direto com o campo e com o seu futuro ambiente de trabalho. Como uma parte do quadro de discentes do curso tem origem de comunidades rurais de áreas de várzea e/ou terra firme, há a possibilidade destes futuros formandos compartilharem os conhecimentos técnicos, científicos e acadêmicos adquiridos com as suas próprias comunidades, além de poderem atuar em diversas linhas, promovendo o desenvolvimento regional a partir do equilíbrio entre produção agrícola/agroextrativista e sustentabilidade. 

“Nossas conquistas são resultados dos nossos esforços coletivos, e isso nos faz feliz e nos leva a uma excelência. Festejamos nossa nota máxima no MEC, que, certamente, é a comprovação que somos capazes, que fazemos a diferença, que não devemos deixar de lutar. Certamente, o esperançar de cada dia sempre nos fará capazes de sermos excelente”,  orgulhoso, comenta o estudante Breno Coelho de Souza.

Sobre o curso - A Agroecologia é uma ciência emergente, mas também uma prática e um movimento contra-hegemônico, cujo foco está especialmente na produção de alimentos saudáveis, sem o uso de agrotóxicos, com o menor dano e impacto socioambiental, valorizando, nesse processo, os diversos saberes das populações do campo, a segurança alimentar e a equidade social. Os(As) tecnólogos(as) em Agroecologia podem atuar em atividades de assistência técnica e extensão rural, elaborando projetos e atuando na prática com a aplicação dos seus conhecimentos em favor de uma efetiva sustentabilidade socioecológica.

Texto e fotos: Divulgação Campus Abaetetuba

O professor Dr. Jones Gomes do Campus Universitário da UFPA-Abaetetuba vai lançar o livro: "Caminho da religiosidade: Ética, Arte e Imaginário". Organizado em parceria com a professora Dr Kátia Mendonça e Prof. Dr. Hélio Neto. (PPGSA/UFPA- UEPA). O lançamento vai ser realizado no dia 12 de junho, na Rua da Cultura Abaeteuara, (Ao lado da igreja de São Benedito), às 17h, junto com o Especial de Junho com apresentações culturais, venda de comidas típicas e exposição de artesanatos.

   Música, dança, literatura, inclusão social e Museus, assim, o Encontro sobre Patrimônio Cultural, Acessibilidade, Inclusão e Políticas Públicas, promovido pela Universidade Federal do Pará – Campus de Abaetetuba, entre os dias 16 a 20 de maio. O evento contou com a participação da comunidade acadêmica e envolveu diversas  instituições da região. A iniciativa surgiu a partir da junção entre a 20° Semana Nacional dos Museus, que em Abaetetuba teve como tema: “Igarapé-Miri: Patrimônio Cultural do Baixo Tocantins- Nos caminhos de Canoa Pequena” e o “III Seminário de Acessibilidade e Inclusão: Políticas Públicas, Garantia de Direitos, Equidade” e a Divisão de Extensão (DIEX).  
    Durante uma semana, houveram palestras, minicursos, oficinas, mesas redonda, apresentações artísticas e exposições; o evento reuniu profissionais da educação, da saúde, da assistência social, justiça e artísticas, mestres de cultura e escritores do município de Igarapé Miri. Muitas instituições estiveram presentes tais como:  A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação das Pessoas Com Deficiência do Município de Abaetetuba (ADEMA), Associação Milton Melo, Mães  Guerreiras, Centro de Reabilitação Física (CREFIN), Associação de Familiares e Amigos das Pessoas com Autismo (AFAPA),   Secretaria Municipal de Educação - Setor de Educação Especial, Unidade Técnica de Educação Especial (UTEE), Divisão de acessibilidade (DAC), Casa Elene, Associação de Discentes Quilombolas- (ADQ); e Diretório Acadêmico dos Estudantes- (DA). Além da Academia Igarapémiriense de letras, Escola de Artes, fundação cultural e artistas convidados.
     A professora Msc. Madalena Silva, coordenadora da Divisão de acessibilidade (DAC), avaliou o evento: "Foi um momento importante de troca de conhecimento. E é possível que a gente como uma sociedade habituada na prática de exclusão, a gente não consiga ligar  a relação de patrimônio cultural,  com a inclusão, mas isso tem tudo a ver, porque as pessoas com deficiência tem o direito de acessar todas as políticas, acessar lazer,  de estar em espaços de cultura, movimentos de arte, então foi um evento rico para as pessoas sem deficiência também, provavelmente, porque elas saíram  com uma carga de conhecimento e respeito de acessibilidade, inclusão e políticas  públicas voltadas às pessoas com deficiência”, declarou a professora.
    O Encontro também contou com exposição de artesanatos, apresentações de grupos folclóricos de Igarapé-Miri e a Certificação de Mestres da Cultura para Dona Benedita dos Santos Miranda Benoca, Sr. Gelffson Brandão Lobo Mestre Géo, D. Maria Antônia Oliveira Nonato, além de José Lourinho de Sousa, conhecido como Zeca Bomba.
    O professor Dr. Jones Gomes, coordenador do Museu do Baixo Tocantins declarou que o evento “Vem inserir-se na 20ª Semana Nacional dos Museus, quando o Museu do Baixo Tocantins, vem propor um passeio na cultura de Igarapé Miri, através de exposições e reflexões, que contaram com a presença de músicos, pintores, arte educadores, escritores, fotógrafos e contadores de história daquele município, neste sentido, nossa ação teve como culminância a certificação dos mestres (as) como referenciais culturais da região”.

 

O Seminário de Educação Especial: Desafios para uma sociedade inclusiva ocorreu na Universidade Federal do Pará, Campus Universitário de Abaetetuba, no dia 28 e abril. O evento foi organizado pela turma concluinte de Pedagogia 2017, sob orientação da professora Olidete de Araújo.

O Seminário reuniu mais de 130 pessoas no Auditório Central do Campus. O Evento teve o objetivo de compartilhar com a comunidade acadêmica cartilhas informativas que foram criadas a partir do núcleo eletivo de Educação Especial, além da apresentação dos materiais produzidos pelos discentes, sobre os temas: Deficiência Física, Deficiência Visual, Deficiências Múltiplas, Transtorno do Aspectro Autista e Síndrome de Down.

O Seminário contou com a presença e palestra do prof.° Esp. Leandro de Abreu, Coordenador Municipal de Educação Especial/Inclusiva (SEMEC). E para
tratar sobre os desafios para inclusão, o evento contou com a participação da prof.° Maria do Socorro Araújo, mestranda em Intervenção Psicológica no Desenvolvimento e na Educação pela Universidade Europa del Atlântico.

Para participar do evento, os ouvintes levaram um kit de alimento não perecível, que serão doados a "Fazenda da Esperança ", instituição, sem fins lucrativos, ligada à Igreja Católica, cujo o objetivo é o acompanhamento e tratamento de dependentes químicos.

Página 1 de 4
Fim do conteúdo da página